(62)35884355 / 984829592 escolaivansantos@gmail.com some text


Planejamento de Carreira na Profissão de Barbeiro


Planejamento de Carreira na Profissão de Barbeiro

Encontre Degraus de Ascensão com Ações Concretas para Você se Tornar um Excelente Barbeiro!

Emprego e Trabalho: A maioria das pessoas associa as palavras trabalho e emprego como se fossem a mesma coisa, não são. Apesar de estarem ligadas, essas palavras possuem significados diferentes.

O trabalho é mais antigo que o emprego, o trabalho existe desde o momento que o homem começou a transformar a natureza e o ambiente ao seu redor, desde o momento que o homem começou a fazer utensílios e ferramentas.

Por outro lado, o emprego é algo recente na história da humanidade. O emprego é um conceito que surgiu por volta da Revolução Industrial, é uma relação entre homens que vendem sua força de trabalho por algum valor, alguma remuneração, e homens que compram essa força de trabalho pagando algo em troca, algo como um salário.

Trabalho: De acordo com a definição do Dicionário do Pensamento Social do Século XX, trabalho é o esforço humano dotado de um propósito e envolve a transformação da natureza através do dispêndio de capacidades físicas e mentais.

Emprego: É a relação, estável, e mais ou menos duradoura, que existe entre quem organiza o trabalho e quem realiza o trabalho. É uma espécie de contrato no qual o possuidor dos meios de produção paga pelo trabalho de outros, que não são possuidores do meio de produção.

Carreira: Etimologicamente, a palavra carreira se origina do latim via carraria, estrada para carros, um caminho estruturado. Pode-se utilizar carreira para se referir à mobilidade ocupacional, como, por exemplo, o caminho a ser trilhado por um executivo em sua carreira de negócios ou para referir-se à estabilidade ocupacional, ou seja, a carreira como uma profissão, como por exemplo, a carreira de profissional da beleza.

Modelos de carreira

Tradicional: O modelo de carreira tradicional, muito presente até o início da década de 1990, relaciona os critérios de “sucesso” a fatores como o emprego de longo prazo, a ascensão contínua na hierarquia, a aquisição de benefícios e o símbolo de status crescente;

Contemporâneo: É o alto comprometimento com a carreira com baixo comprometimento com a organização (oportunidades profissionais não mais limitadas dentro da organização).

haircut

O novo contrato de carreira

1) A pessoa assume uma responsabilidade maior pela gestão de sua própria carreira, em um processo caracterizado pelo constante embate entre desejos e possibilidades, custos e benefícios.

2) A carreira é caracterizada mais como um processo de aprendizagem e desenvolvimento do que como uma sequência cronológica de posições ocupadas.

3) A navegação dos indivíduos nesse ambiente modificado exige:

- desenvolvimento contínuo:

- rede de relacionamentos:

- identidade profissional.

PLANEJAMENTO INDIVIDUAL DE CARREIRA

Defina suas metas "De nada adianta um mapa para quem não sabe aonde quer chegar";

Desenvolvendo as competências/ Reciclagem profissional;

Quais conhecimentos você precisa para exercer essa função?

Experimente

Comece o mais cedo possível, testando as mais diversas opções profissionais.

Rapidamente você descobrirá quais lhe dão mais gratificação e quais que devem ser descartadas.

Nessa fase o importante é manter a mente aberta, qualquer trabalho é válido na busca da sua direção de carreira.

Crie oportunidades dentro e fora do trabalho:

Estágio cedo é um bom começo, mas engana-se quem pensa que seu futuro profissional depende apenas de oportunidades restritas ao mercado de trabalho. Quer desenvolver liderança?

Candidate-se a síndico do prédio. Busque o voluntariado, o trabalho em ONGs, o empreendedorismo. Viaje, viaje mais, conheça outros povos, outras culturas. Tudo isso vai lhe ajudar a encontrar o caminho.

haircut

Encontre um Mentor:

Todos temos pessoas que admiramos profissionalmente, busque alguém assim para ser o seu Mentor.

Alguém experiente, com quem você possa discutir carreira abertamente, sem medo ou preconceito.

Falo por experiência própria, uma pessoa assim vai fazer uma grande diferença na sua vida profissional.

Mas não espere dele as respostas, um bom Mentor é justamente aquele que ajuda você a fazer as perguntas certas.

Um bom plano de carreira é composto por quatro partes:

1. Objetivos:

Os objetivos são o detalhamento de onde se quer chegar. Traduzindo para a nossa metodologia, na qual a carreira é gerenciada como um projeto, eles são o escopo do seu plano de carreira. Uma dica quando detalhar objetivos de carreira é focar na atividade e não no cargo propriamente dito. Cargos vêm e vão, não deixe que eles definam ou limitem suas ambições profissionais.

2. Deficiências:

Tão importante quanto definir objetivos é ter bem claro o que falta para você atingi-los. Esse é o momento de ser honesto consigo mesmo. Essas deficiências podem ser em diversas áreas, dentre elas: experiência, formação, competência, entre outras. Não se preocupe se a lista for longa, todos temos deficiências que devem ser atacadas durante o nosso desenvolvimento pessoal e profissional. O importante aqui é listar os mais importantes e priorizá-los nas ações definidas a seguir.

3. Ações:

Uma vez definidos os objetivos e as deficiências fica fácil traçar ações, uma vez que elas devem ser justamente focadas em cobrir suas deficiências em direção aos objetivos desejados.

Neste item é importantíssimo que as ações sejam:

Específicas, Mensuráveis, Atingíveis, Relevantes e de Tempo Determinado.

Caso contrário o plano corre o risco de cair no esquecimento.

haircut

"Um plano sem ações concretas vira conversa de botequim".

4. Acompanhamento:

Todo bom plano deve ter pontos de checagem. Esses pontos nos ajudam a avaliar a evolução do plano frente aos objetivos e fazer os ajustes de curso necessários. Determine um cronograma de revisão do plano para garantir a sua execução adequada.

É hora de agir:

Passe para o papel tudo que tem que ser feito para conseguir seguir na carreira que escolheu. Decida bem como vai agir para alcançar os teus objetivos como, por exemplo, se inscrever em algum curso.

Dicas:

Seja flexível: É preciso ter jogo de cintura para lidar com os diversos empecilhos que surgirão em seu caminho;

Seja persistente: e não desista no primeiro obstáculo;

Trabalhe seu marketing pessoal: Agora, a maioria das empresas também usam as redes sociais para avaliar o seu funcionário, saiba como trabalhar o seu marketing pessoal nessas redes sociais, e em eventos rotineiros.

Tenha um currículo bem feito: O seu currículo é o seu espelho antes de entrar na empresa, ele é a porta de entrada. Então, invista na sua apresentação. Saiba como fazer um currículo assertivo que aumente o seu valor em uma vaga de emprego.

Mantenha-se atualizado, sempre frequente palestras gratuitas e pagas, workshops, feiras , leia jornais e revistas, façam cursos na sua área, etc.

Retome planos: Retomar alguns planos iniciais da carreira como, por exemplo, fazer um curso no exterior.

Bom networking: Procure ter facilidade para se relacionar com os outros. Além dos conflitos profissionais, você terá que administrar os familiares.

Observe que em nenhum momento falamos sobre cabelo, barba ou química, nossa profissão a cada dia se transforma numa crescente, e ter a informação é essencial em qualquer profissão, quem tem o poder está bem informado, e se você quiser se destacar no mercado é preciso sentir, se vestir, se ver, respirar e agir como um profissional, ou seguirá sendo apenas um cortador de cabelo.

Bons estudos e boa sorte!

Comentários


Scroll to Top